Professora é impedida de assumir cargo público em SP por ser obesa

 

A professora de biologia Ana Carolina Buzzo Marcondelli foi considerada pela segunda vez inapta, por ser obesa, para assumir o cargo de professora efetiva na rede estadual de ensino. Ela, que tem 119 quilos e 1,65 m de altura, passou em 15º lugar no processo de seleção para a Diretoria de Ensino de Araraquara, no interior de São Paulo, mas foi barrada por conta da obesidade.

Marcondelli recorreu ao DPME (Departamento de Perícias Médicas do Estado) e, na sexta-feira (25), teve o pedido negado. Apesar de se dizer pessimista sobre a chance de assumir, ela afirmou que irá recorrer novamente.

 

Em nota, o DPME informou que segue critérios técnicos e científicos previstos no Estatuto dos Funcionários Públicos e que Marcondelli, além de ser obesa mórbida, tem outros problemas de saúde. A instituição não divulgou, no entanto, quais seriam os problemas. A professora terá acesso ao laudo na terça-feira e só então saberá quais os outros problemas. A professora diz estar com a saúde em dia e afirma ter exames que comprovam que ela é saudável.

“Eles dizem que eu apresento, além da obesidade mórbida, outras comorbidades, mas o meu médico tem todos os exames que eu inclusive apresentei, mostrando que eu sou saudável, nem minha pressão é alta!”, diz.

 

Para Marcondelli, a decisão não foi uma surpresa…

“Eu já imaginava que seria reprovada porque meu IMC não mudou. Agora tenho mais um recurso e, se não passar novamente, como acredito, eu entro no mesmo dia com o mandado de segurança na Justiça”, afirmou ela que tem ate terça-feira para entrar com o novo recurso.




One thought on “Professora é impedida de assumir cargo público em SP por ser obesa

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: