PPS volta atrás e decide permanecer na base

Um dia depois de deixar o Ministério da Cultura, o presidente licenciado do PPS, Roberto Freire, disse que o partido não rompeu com o governo e vai continuar apoiando a aprovação das reformas no Congresso. Ele deve retomar a sua vaga como deputado federal na próxima semana.

O posicionamento de Freire vai de encontro com o teor da nota divulgada pelo partido na noite de quinta-feira, dizendo que, tendo em vista a “gravidade” das delações da JBS envolvendo o presidente Michel Temer, o PPS havia decido “deixar o governo federal”.

“Houve o afastamento do governo do ponto de vista político, mas continua a sustentação, não houve a ruptura. Por quê? Porque a gente continua apoiando o governo de transição”, explicou Freire.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: