PGR encerra negociação de delação com Eduardo Cunha

A Procuradoria-Geral da República (PGR) encerrou as negociações para acordo de delação premiada do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha. Conforme revelado pela coluna Expresso na revista “Época”, o deputado cassado não assume participação nos esquemas de corrupção que envolvem a Petrobras.

Ainda segundo a publicação, o peemedebista poupa políticos aliados e não tem provas de suas acusações contra o ex-presidente Michel Temer. O procurador-geral da República Rodrigo Janot comparou a proposta de delação de Cunha como “biscoito de polvilho”, pois, segundo ele, só faz barulho.

De acordo com a coluna Radar Online da “Veja”, Cunha entregou à PGR no fim do mês passado um calhamaço com aproximadamente oitenta anexos. O material inclui informações sobre cerca de oitenta deputados, mas foi devolvido por Janot sob a alegação de que Cunha esteja protegendo aliados.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: