Operação detecta sonegação de R$ 5 milhões no Camelódromo OK

Foi deflagrada nesta quinta-feira uma operação integrada envolvendo a Polícia Civil, por meio da DOT (Delegacia de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária), a Receita Federal, a Sefaz (Secretaria de Estado da Fazenda) e a Polícia Militar. A denominada “Operação Mercúrio” teve por finalidade o combate à sonegação fiscal no Camelódromo OK, no Setor Campinas em Goiânia.

De acordo com a delegada Ana Cláudia Stoffel, o trabalho conjunto vinha sendo articulado há aproximadamente seis meses, período em que foram verificadas irregularidades e ações fraudulentas de empresas para se eximirem do pagamento de tributos ao Estado. Segundo informações divulgadas pela Sefaz, proprietários de oito estabelecimentos do Camelódromo OK foram autuados por várias irregularidades fiscais que podem ter gerado sonegação de R$ 5 milhões em ICMS nos últimos três anos.

Entre as irregularidades encontradas, estão: ausência de inscrição estadual, controle paralelo de venda e uso de máquinas de cartão de crédito sem autorização. “Essas máquinas eram registradas em nome de terceiros como forma de burlar a fiscalização” afirmou Fernando Bittencourt, delegado Regional de Fiscalização de Goiânia.

Os responsáveis pelos oito estabelecimentos também foram ouvidos na DOT. “Eles foram ouvidos, abrimos inquéritos para todos, e ele podem ser indiciados por vários crimes tributários com penas que variam de 1 a 5 anos”, afirmou Ana Cláudia.

Ainda durante as diligências a Receita Federal apreendeu 81 volumes de mercadorias irregulares, incluindo mais de 400 aparelhos de telefones celulares. De acordo com chefe da Repressão da Receita Federal da 1ª Região, Elmir Manrique, os produtos estavam avaliados em cerca de R$ 2 milhões.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: