Lutador do UFC revela ter vendido luta e agora teme pela vida

O lutador sul-coreano Tae Hyun Bang procurou a polícia de seu país afirmando temer pela vida. Motivo: ele teria vendido a mafiosos uma derrota para o americano Leo Kuntz no UFC Fight Night 79, em Seul, em 2015, mas acabou vencendo a luta por decisão dos juízes.

Segundo agências de notícias da Coreia do Sul, Bang teria recebido suborno de US$ 90 mil e, inclusive, apostado metade disso na vitória do adversário.

A possibilidade da venda do combate ganha força também pelo fato de as apostas no americano, inicialmente zebra, terem sido altas, inclusive com uma de US$ 1,7 milhão. Agora, Bang estaria sendo ameaçado por aqueles que o subornaram.

Em entrevista ao site MMA Fighting, Leo Kuntz afirmou não ter percebido nada de diferente ao longo da luta. “Para mim, ele não estava lutando como alguém que queria perder. Não acho que ele percebeu que ganhou a luta até que acabou. Eles anunciam a decisão dividida, levantam as mãos e ele estava chocado”, afirmou o norte-americano.

As autoridades sul-coreanas estão investigando o caso.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: