Governo de Goiás visa transformar Anápolis em Polo de Defesa e Tecnologia Aérea

Acompanhado de várias lideranças empresariais e políticas de Anápolis, dentre as quais o prefeito de Anápolis, Roberto Naves, o governador Marconi Perillo reuniu-se no final da tarde da terça-feira, dia 10, com o ministro da Defesa, Raul Jungmann com quem discutiu investimentos da área para a concretização do Polo de Defesa e Tecnologia Aérea para a cidade. Durante o encontro, por intermédio de vídeo e explanações, a comitiva apresentou todas as vantagens comparativas e competitivas de Anápolis ao ministro.

O governador fez um completo relato das obras de conclusão do segundo principal aeroporto de cargas do Brasil em construção em Anápolis, assim como o Porto Seco, e da infraestrutura já instalada que dará suporte às indústrias farmacêuticas, automobilística e de processamento de grãos, dentre outras. “Mostramos o que Anápolis representa do ponto de vista de logística, de infraestrutura e de possibilidades para o Brasil”, disse.

A Base Aérea de Anápolis se prepara para receber  36 caças Gripen NG que a Força Aérea Brasileira está adquirindo da Suécia. Esse foi outro pronto de destaque na reunião. “Nós temos tudo para consolidar Anápolis como esse polo de defesa”.

Marconi tenta aproveitar a implantação de tecnologia para manutenção dos novos caças da Força Aérea Brasileira para gerar um movimento de interesse de empresas fornecedoras de peças, serviços e até mão de obra para a indústria aeronáutica. Com a posição geográfica de Anápolis e Goiânia, estratégica para a aviação militar e civil em um país com as dimensões do Brasil, o governador quer também incentivar a migração de projetos tecnológicos para Goiás.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: