Cruzeiro vence lanterna Atlético-GO e vai embalado para Copa do Brasil

Que venha o Flamengo! Essa é a sensação do torcedor cruzeirense após a tarde deste domingo. Jogando no calor sufocante de Goiânia, o time misto de Mano Menezes se impôs e venceu o Atlético-GO por 2 a 1, subiu na tabela, e agora vai embalado para enfrentar mais um rubro-negro, desta vez o Fla, na decisão da Copa do Brasil. Arrascaeta e Rafael Sóbis marcaram para a Raposa; Luiz Fernando, em boa fase, diminuiu para o Atlético.

O Cruzeiro começou a partida de modo fulminante. Ainda no primeiro minuto de bola rolando, Bryan mandou uma bomba de fora da área que explodiu na trave, assustando o goleiro Marcos. Aos 4 minutos, a Raposa já vencia: Rafinha cruzou rasteiro da direita e Sóbis chutou em cima do goleiro. No rebote, Arrascaeta não desperdiçou e estufou as redes, abrindo o placar. Foi o primeiro gol do uruguaio neste Brasileirão, além de ser o gol de número 900 do Cruzeiro na história dos Brasileiros de pontos corridos.

O gol tão cedo na partida parecia ter assustado o time do Atlético-GO, que não conseguia trocar muitos passes para iniciar uma jogada ofensiva. O Cruzeiro mantinha a posse da bola e aproveitava o ímpeto para buscar mais um gol. Destaque para o meio-campista Rafinha, que protagonizava as maiores chances da Raposa, tomando a iniciativa pela ponta direita.

O Atlético-GO se fechava na defesa e jogava por uma bola. O segundo gol do Cruzeiro veio após uma boa jogada do zagueiro Digão para furar o bloqueio dos atleticanos. Com boa visão de jogo, o defensor viu a movimentação de Sóbia e lançou o atacante em profundidade. Avançando pelas costas da defesa, Sóbis chegou na área limpo para bater na saída do goleiro e ampliar o placar.

Para manter o time vivo na partida, o treinador João Paulo Sanches lançou Jorginho no meio-campo do Atlético. A mudança só surtiu efeito no segundo tempo: assim que a etapa final começou, o Dragão foi com tudo para cima do Cruzeiro e, aos 2 minutos, diminuiu o placar. Jorginho recebeu dentro da área e cruzou rasteiro para Luiz Fernando chapar a bola e marcar para os donos da casa.

O Atlético melhorou depois do gol e o empate parecia amadurecer com o tempo. Paulinho teve duas chances de fora da área, mas deu azar na conclusão. Em uma delas, a bola explodiu na trave, bateu no goleiro Rafael e saiu pela linha de fundo. Azar do Dragão, sorte do Cruzeiro, que sentiu o forte calor de Goiânia e se segurava na defesa durante a pressão do Atlético.

Apesar das tentativas, o placar não mudou: fim de jogo, e importante vitória do Cruzeiro, que agora soma 40 pontos e sube para a quinta colocação. Já a situação do Atlético-GO segue crítica, na lanterna do Brasileiro, com apenas 22 pontos. No Brasileirão, as equipes voltarão a jogar no próximo domingo, às 16h. O Cruzeiro recebe o líder Corinthians, no Mineirão, enquanto o Atlético-GO visita o Avaí, na Ressacada, em Florianópolis.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 1 X 2 CRUZEIRO
Local: Estádio Olímpico Pedro Ludovico, Goiânia (GO)
Data-Hora: 24/9/2017 – 16h
Árbitro: Héber Roberto Lopes (SC)
Auxiliares: Helton Nunes (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
Público/renda: 5.237 pagantes/R$ 109.630,00
Cartões amarelos: Jonathan, Bruno Pacheco, Gilvan e Luiz Fernando (ACG), Lennon e Nonoca (CRU)
Cartões vermelhos: –
Gols: Arrascaeta (4’/1ºT) (0-1), Rafael Sóbis (21’/1ºT) (0-2) e Luiz Fernando (2’/2ºT) (1-2)

ATLÉTICO-GO: Marcos; Jonathan (André Castro, aos 42’/2ºT), William Alves, Gilvan e Bruno Pacheco; Ronaldo, Paulinho, Igor (Jorginho, aos 39’/1ºT), Andrigo (Niltinho, aos 20’/2ºT) e Luiz Fernando; Alison. – Técnico: João Paulo Sanches.

CRUZEIRO: Rafael; Lennon (Ezequiel, aos 34’/2ºT), Digão, Arthur e Bryan; Nonoca, Lucas Romero (Hudson, aos 23’/2ºT), Arrascaeta, Rafael Marques (Raniel, aos 17’/2ºT) e Rafinha; Rafael Sóbis. – Técnico: Mano Menezes.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: